Professsores do PPEHL

Profa. Dra. Ademárcia Lopes De Oliveira Costa

Profa. Dra. Andrea Martini

Profa. Dra. Deolinda Maria Soares de Carvalho

Profa. Dra. Francisca Adma de Oliveira Martins

Profa. Dra. Maria Aldecy Rodrigues de Lima

Profa. Dra. Maria Dolores de Oliveira Soares Pinto

Profa. Dra. Maria Irinilda da Silva Bezerra

Profa. Dra. Maria José da Silva Morais Costa

Profa. Dra. Simone de Souza Lima

Profa. Dra. Tatiane Castro Dos Santos

Profa. Dra. Vera Lucia de Magalhaes Bambirra

Prof. Dr. Igor Oliveira

Prof. Dr. João Carlos de Carvalho

Prof. Dr. José Alessandro Cândido da Silva

Prof. Dr. José Mauro Souza Uchôa

Prof. Dr. Yvonélio Nery Ferreira

 

Linha: Ensino, Humanidades, Processos Educativos e Culturas

 

  • Prof. Dr. Igor Oliveira – Desenvolve projetos de pesquisa nas áreas de etnoeducação (ensino de ciências em escolas indígenas, elementos influenciadores na qualidade do ensino, estudo e produção de material etnodidático para o ensino de ciências e estudo da prática pedagógica no ensino de ciências nas aldeias) e relações étnicas-raciais no ambiente escolar (multiculturalidade no ambiente escolar e ações de combate ao preconceito contra negros e indígenas).

  • Prof. Dr. José Alessandro Cândido da Silva –Orientação de pesquisas  em: Relações étnico-raciais com objetivo de desenvolver pesquisas que tem como foco a educação, mas que ampliam o escopo para o campo teórico-conceitual das relações étnico-raciais; para as desigualdades étnico-raciais, tanto no plano simbólico (abrangendo estudos sobre discursos em meios diversos, livros didáticos, literatura infanto-juvenil, literatura, jornais, televisão, discurso político), quanto no plano estrutural (indicadores sociais, instrumentos e escalas de coleta de dados e de avaliação institucional); Políticas educacionais em que entende-se que as políticas educacionais são mediações necessárias para a efetivação do direito à educação e propõe-se, portanto, investigar como elas se realizam no interior do Estado e nas relações deste com os eixos de desigualdades sociais de classe, raça-etnia, idade, gênero e sexualidade, relativas a indígenas, enfim, com as diversas forças e grupos sociais; Políticas afirmativas que objetivam estudar as políticas de promoção de igualdade étnico-racial, especialmente na educação, e seu contexto de produção, seus processos e resultados; Educação Escolar Indígena como objetivo de desenvolver pesquisas que tem como foco a Educação escolar indígena, sua história e organização, o indigenismo e processos escolares indígenas; Formação e práxis do educador frente aos desafios amazônicos que discutem as seguintes questões como foco de estudo e investigação: a) caráter multidimensional e interdisciplinar da formação e práxis do(a) educador frente aos desafios amazônicos; b) diferentes concepções de educação e formas diferenciadas de "ser educador(a)" e de "fazer educação"; c) tendências, perspectivas e novas abordagens teórico-metodológicas no processo de formação dos profissionais da educação; d) processo de construção do conhecimento educacional e do espaço profissional do(a) educador(a). Formação do(a) educador(a) como prática criativo-reflexiva.

  • Profa. Dra. Ademárcia Lopes De Oliveira Costa – Orientação de pesquisas com temas que tenham relação com “As políticas públicas de formação continuada na perspectiva inclusiva”. Para tanto, além de identificar as políticas públicas inclusivas que fomentam a formação continuada, busca caracterizá-las de acordo com a nomenclatura, a finalidade e os objetivos, refletindo sobre as dificuldades, os benefícios e os limites dessa formação, bem como seus reflexos para a atuação dos professores. Orienta ainda projetos que se vinculem a “Ações de formação docente para a implementação da política inclusiva e a inclusão de alunos público alvo da Educação Especial nos Cursos de Licenciaturas, no que diz respeito ao ingresso e a permanência desse alunado na instituição de ensino superior, bem como as concepções de Educação Especial e de Educação inclusiva presentes nos currículos das disciplinas e nos discursos de professores e de alunos. Assim, orienta nas áreas de formação docente – inicial e continuada, Educação Inclusiva e Representações Sociais.

  • Profa. Dra. Andrea Martini – Orientação de projetos com foco no estudo de técnicas, tecnologias, artes, práticas, especialidades e ou os (etno)conhecimento indígena e afro-ascendentes na contemporaneidade. Os sistemas de conhecimento, epistemologias próprias e sua aplicação. Insurgências e transformações.

  • Profa. Dra. Francisca Adma de Oliveira Martins - Orientação de pesquisas sobre formação, identidade e prática docente; preconceito e discriminação na escola e na sala de aula; escola do/no campo (formação do professor da escola do campo; ensino seriado e multisseriada; programas especiais de formação e de ensino; inclusão escolar na escola do campo).

  • Profa. Dra. Maria Aldecy Rodrigues de Lima – Orientação de projetos de pesquisa busca entender os processos formativos dos professores da Educação Básica e Educação Superior e a articulação dos saberes, processos e das práticas pedagógicas no cotidiano da sala de aula. O registro das vozes silenciadas historicamente, nos permitirá entender a real necessidade vivida pelos professores no espaço escolar e os processos sociais, históricos e culturais do fazer docente na atualidade no âmbito formal e não formal. Desse modo, atuamos principalmente nos seguintes temas: Formação de Professores (inicial e continuada), Representações Sociais, Fundamentos da Educação Popular, Alfabetização e Letramento.

  • Profa. Dra. Maria Dolores de Oliveira Soares Pinto – Orientação de Projetos em formação docente, em ensino-aprendizagem e em inclusão escolar do deficiente. O referencial teórico-metodológico sustenta-se em um diálogo com as teorias interacionistas-construtivistas, principalmente.

  • Profa. Dra. Maria Irinilda da Silva Bezerra – Orientação de pesquisas que se vincule ao projeto A formação docente no Vale do Juruá: historicizando saberes e práticas docentes em vários contextos de formação, cujo objetiva investiga e historiciza os saberes e as práticas dos professores nos contextos educacionais no vale do Juruá, buscando conhecer a formação e a atuação destes profissionais juruaenses. Tomando como objeto as várias experiências de formação docente implementadas nesta região, pretende estudar a formação de professores no período de 1940 a 1990, abrangendo os cursos normais e os cursos de habilitação ao magistério e curso de pedagogia, de modo que se possa evidenciar aspectos pedagógicos e curriculares dos cursos voltados para a formação de professores dos anos iniciais do ensino fundamental. Orienta nas áreas de História da Educação e ensino de História, atuando prioritariamente nos seguintes temas: história da educação, formação docente, ensino de História na Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental, educação católica e educação feminina. Possui trabalhos secundários, na área do ensino multisseriado e da história da inclusão no Vale do Juruá.

 

Linha: Ensino, Linguagens e Culturas

 

  • Prof. Dr. João Carlos de Carlos - Orientação: Projetos em ensino e discussão teórica do fenômeno literário, a partir de Bakhtin, Bachelard e a psicanálise lacaniana.

  • Prof. Dr. José Mauro Souza Uchôa – Orientação de pesquisas que objetivam compreender os usos da linguagem como prática social e a construção identitária dos sujeitos; pesquisas que promovem estratégias de ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras coerentes com as demandas dos contextos locais; projetos cuja proposta metodológica se insira no paradigma qualitativo, pela perspectiva da Pesquisa Narrativa com objeto de estudo com foco nas linguagens; pesquisas que tenham como objeto de estudo os documentos oficiais para o ensino de língua inglesa na educação básica; pesquisas com foco na formação inicial do professor de língua inglesa; pesquisas que promovem a inovação e produção de objetos de aprendizagem, sequência didáticas e didatização de gêneros do discurso. Orienta ainda pesquisa que procura compreender os recursos didáticos e o emprego das tecnologias de informação e comunicação empregadas no campo das didáticas de línguas e nos diversos campos da atividade humana com foco no letramento digital e procura compreender estrategias de ensino.

  • Prof. Dr. Yvonelio Nery Ferreira – Orientação de pesquisas voltadas para a relação entre ensino de literatura, culturas e sociedades; ensino e produções literárias em suas diversas manifestações; formas de silenciamentos na literatura latino-americana; relações entre literatura, ditaduras e políticas de silenciamento; estudos temáticos e comparados em literatura; estudos de gênero e suas diversas manifestações; relação entre literatura e direitos humanos; estudo de crítica literária com fundamento na crítica sociológica e pós-colonial.

  • Profa. Dra. Deolinda Maria Soares de Carvalho – Orientação de projetos em formação docente e em ensino na área de linguagens sob a perspectiva do pensamento complexo em diálogo com a mito-hermenêutica de Gilbert Duran e a fenomenologia de Gastan Bachelard. Ainda projetos sobre a história da língua portuguesa, a partir da observação linguística sob os vieses da etimologia, semântica, morfologia e léxico.

  • Profa. Dra. Maria José da Silva Morais Costa  - Orientações de projetos voltados para: A recepção do texto de expressão amazônica na escola básica da Amazônia que objetiva investigar a presença ou a ausência de autores da expressão amazônica no currículo da escola básica a fim de perceber em que sentido o conhecimento do local, principalmente no seu aspecto artístico/cultural, é uma realidade na vivência dos jovens da Amazônia acreana; Leitura e formação de leitores, que objetiva investigar os processos de formação de leitores na escola básica; Textualidades, oralidade e histórias de leitura: interseções, cuja linha de pesquisa propõe um viés interdisciplinar que considera a produção e a recepção a partir da análise de textualidades diversas: indígenas, ribeirinhas, urbanas, dentre outras, considerando o imaginário que elas guardam, criam e influenciam. O interesse investigativo se orienta às confluências entre oralidade, poéticas, narrativas e leituras/histórias de leitura em contextos múltiplos. Os estudos de teoria literária e as atuais discussões sobre textualidades híbridas servirão de aporte teórico.

  • Profa. Dra. Simone de Souza Lima – Orientação de pesquisas com linhas temáticas centradas nas relações entre cultura e sociedade, ensino de literatura, literatura, linguagens e cultura amazônica, na perspectiva da literatura comparada. O desdobramento dessas linhas temáticas recobrem pesquisas no âmbito dos trânsitos intelectuais em regiões de tradição oral: línguas, culturas e literaturas em (con)textos ibero/afro/americanos, bem como reflexões sobre textualidades em redes culturais/literárias marcadas pela mobilidade e trânsitos – e pelos percursos étnicos e imaginários ibero/afro/americanos, com destaque para as fronteiras pan/amazônicas (Brasil, Bolívia, Peru, Suriname, Guiana. Guiana Francesa, Venezuela, Colômbia e Equador). Ainda na perspectiva do ensino, pesquisamos as literaturas que emergem da terra, especialmente da questão ecológica e ambiental, produzidas no contemporâneo por escritores africanos, brasileiros e latino-americanos, do ponto de vista do ensino de humanidade. Por fim, no âmbito da literatura e da oralidade, nos interessa investigar os signos da teatralidade e gestualidade, os saberes ambientais e suas ressonâncias nos paradigmas dominantes do conhecimento, bem como reflexões sobre a produção literária indígena na perspectiva da libertação de sua voz e memória coletiva historicamente obliterada por concepções etnocêntricas de diferentes matizes.

  • Profa. Dra. Tatiane Castro Dos Santos – Orientação de pesquisas na área de alfabetização, letramento e ensino/aprendizagem da Língua Portuguesa na Educação Básica. Estuda as práticas pedagógicas dos professores no trabalho com a língua materna, especialmente, no Ensino Fundamental. Busca compreender os fundamentos teóricos desse ensino e como se apresentam na prática pedagógica do professor, bem como pesquisa diferentes estratégias de ensino. Assim, orienta trabalhos sobre ensino/aprendizagem da leitura e da escrita, alfabetização, letramento (multiletramentos, letramento digital, projetos de letramento).

  • Profa. Dra. Vera Lucia de Magalhaes Bambirra – Orientação de pesquisas relacionadas ao ensino da literatura, com ênfase nos aspectos culturais e sociais; às fronteiras entre a literatura e a oralidade; às inter-relações entre ensino, literatura, oralidade, memória e identidade cultural; ao estudo das identidades e culturas, negras, indígenas e não indígenas, presentes em obras literárias; às pesquisas realizadas no âmbito da literatura comparada.

© 2020 Centro de Educação e Letras do Campus Floresta da Universidade Federal do Acre